Do contrário assim seria o mesmo

Do contrário assim seria o mesmo”, oitava montagem da Meia Ponta Cia de Dança, estreou em agosto de 2005 dentro do programa FID – Território Minas do Fórum Internacional de Dança – FID. O espetáculo foi premiado como melhor concepção coreográfica e melhor trilha sonora nos prêmios SINPARC e SESC/SATED de 2006.

Com coreografia de Tuca Pinheiro, direção de Marisa Monadjemi e trilha sonora original de Kiko Klaus e Carlos Jaramillo, o resultado da montagem é uma estreita colaboração entre o coreógrafo e as quatros dançarinas que também são criadoras do espetáculo.

O discurso do amor tomando, como ponto de partida, sua presença e sua ausência. Declarações pessoais tratadas como paradoxo, o avesso do assunto proposto, a falta. Ao mesmo tempo, propõem-se as seguintes questões: é possível a negativa de determinado assunto sustentar a sua afirmativa? Como determinado material coreográfico de um intérprete organiza-se no corpo de outro? Esse é um trabalho em que a construção das idéias e do material coreográfico resulta de uma estreita colaboração entre coreógrafo e intérpretes-criadores. “O novo trabalho parte de uma idéia que eu já vinha pensando há algum tempo, um espetáculo que fosse uma espécie de grafia do amor sob a ótica da dança contemporânea. Junto com o Tuca Pinheiro produzimos o espetáculo em colaboração com as dançarinas”, explica a diretora da companhia Marisa Monadjemi.

Confira imagens do espetáculo:

compartilhe este post:
  • Facebook